O Projecto

O projeto consta da construção de uma central de queima das matérias lenhosas e herbáceas residuais para a produção de energia elétrica com origem em fontes renováveis.

A implementação deste projeto permite:

 • Fomentar a produção e distribuição de energia proveniente de fontes renováveis;

 • Diversificação as fontes de abastecimento energético de origem renovável;

 • Aproveitar os imensos potenciais energéticos dos recursos endógenos;

 • Reduzir assim a dependência nacional energética;

Contribuir para a estabilidade do fornecimento de energia elétrica à rede pública com origem em fontes renováveis pois, contrariamente às demais fontes renováveis, a biomassa não tem a imprevisibilidade na sua produção.

O contrato para a sua construção prevê um prazo de execução de 490 dias para conclusão da empreitada, e envolve um investimento de 9.000.000 euros, apoiado em 5 milhões de euros por fundos comunitários. Depois de concluída, esta unidade irá usar 35 mil toneladas de biomassa residual que serão canalizadas para produção de energia. Com uma potência elétrica de 3 MW, a central irá receber não só a biomassa residual florestal, mas também resíduos agrícolas e verdes, provenientes de podas.

A energia produzida por esta unidade será incorporada na rede portuguesa, e vendida a preço de mercado. Além disso o projeto prevê o aproveitamento anual de 1.725 toneladas de cinzas para utilização como fertilizantes das terras. O projeto vai permitir a criação de 11 postos de trabalho diretos e cerca de 30 indiretos.


Operação da central

A Central Termoelétrica terá um funcionamento anual contínuo, ou seja, 24 horas por dia, 7 dias por semana, prevendo-se apenas dois períodos anuais de paragem para trabalhos de manutenção e limpeza previstos. Para o primeiro ano prevê-se que o período mínimo de horas anuais trabalhadas seja de 7.400 horas, sendo que para os restantes anos se prevê um funcionamento de 7.920 horas.

Potência elétrica

A Central térmica produzirá vapor sobreaquecido de alta pressão (que será posteriormente turbinado), para uma potência elétrica líquida mínima de 3 MWe (medida no ponto de interligação com a rede externa), permitindo também a produção de uma quantidade de vapor adicional, no mínimo de 3 ton/h a 7 bar de pressão para utilização no processo (secagem, etc.).

Dados Técnicos

• Potência elétrica exportada  3 MW  
• Potência térmica e pressão de vapor  17 MW / 65 bar  

 



Condições de Utilização e Politicas de Privacidade

Projecto cofinanciado por:



Top